Em 2012, Harlan Coben deu uma entrevista a escritora Gretchen Rubin e respondeu perguntas relacionadas ao conceito de Felicidade. Lançarei a primeira parte da entrevista hoje e você pode conferir a continuação na próxima sexta-feira.
          
          Antes de ler a tradução da entrevista, conheça um pouco mais sobre a Rubin, que possui um site onde ela posta suas histórias, pensamentos e entrevistas com outros autores:

"Gretchen Rubin é um dos mais instigantes e influentes escritores sobre hábitos e felicidade. Seu próximo livro, "Melhor do que Antes", é sobre como nós mudamos nossos hábitos. Seus livros "O Projeto Felicidade" e "Mais Feliz em Casa" eram ambos instantâneos best-sellers do New York Times, e "O Projeto Felicidade" passou mais de dois anos na lista dos mais vendidos, incluindo em o número 1. Seus livros já venderam mais de dois milhões de cópias, em 30 idiomas."

Se quiser conferir a entrevista na íntegra e na versão original, clique AQUI e seja redirecionado a página da Rubin.


Rubin: O que é uma atividade simples que sempre faz você feliz?

Harlan: Escrita. Eu sei que soa um pouco banal, mas às vezes eu não gosto mesmo de escrever, mas isso me faz feliz.  Sim, isso é uma contradição, então deixe-me citar o Dorothy Parker ou Oscar Madison: "Eu não gosto da escrita, eu gosto de ter escrito." Em suma, a satisfação de criar, não necessariamente o processo, sempre levanta meu coração.

 

O que é algo que você sabe agora sobre a felicidade que você não sabia quando tinha 18 anos de idade?
É tudo uma questão de equilíbrio.

 

Há algo que você encontra-se fazendo repetidamente que fica no caminho de sua felicidade?
Sim. Correndo o risco de fazer as pessoas clicar fora deste website, a Internet é muitas vezes um desperdício de tempo que deixa sentir-me esgotado e descontente. 
Novamente, é uma questão de equilíbrio, pois você ver um tema aqui. Algum tempo on-line ou mensagens de texto ou jogar com a mídia social está bem e provavelmente é saudável, mas não muito. Pense sobre aqueles momentos em que você é forçado a desligar. Você é mais feliz, certo?

 

Existe um mantra sobre felicidade ou algum lema que você encontrou e acha muito útil? (Por exemplo, eu me lembro de "Só existe amor.")
Eu tenho dois mantras.
Um que eu já devo ter dito duas vezes antes: "É tudo uma questão de equilíbrio." Familiares, escrita, saúde, amigos, navegar na web, o que for. Todos eles precisam estar em equilíbrio. Se eu não estou escrevendo bem, eu não estou feliz. Se eu não estou passando tempo suficiente com a minha família, eu não estou feliz. Se eu não estou ligando para amigos ou se eu não trabalhar o suficiente... Você começa o ponto. Tudo tem que ser equilibrado. Nada deve ser um extremo.
 
Meu segundo mantra é mais básico: "Você traz o seu próprio tempo para o piquenique." Meus filhos rolam os olhos para este, mas não há dúvida de que a atitude pode levar para um longo caminho.


Parece que o nosso querido autor tem uma visão bem simples do significado da felicidade, mas nas próximas perguntas você vai saber se o Harlan sempre foi feliz, o que o faz feliz e o que ele acha de fazer seus leitores felizes.
Até sexta!

#compartilhe

Fonte: Gretchen Rubin.com
Imagens: Google.

Deixe um comentário

Obrigada pela sua opinião!
Com ela posso melhorar o BHCB para VOCÊ! (: