Hoje o post é a primeira resenha da Glauci Guedes, espero que gostem e não deixem de comentar o que acharam!

Lugares Escuros é o segundo livro da Gillian Flynn e foi lançado recentemente pela Editora Intrínseca, porém seu livro mais conhecido é Garota Exemplar que ganhou adaptação cinematográfica e fez muito sucesso.

 A Autora

É autora de Dark Places, best-seller do New York Times que foi eleito melhor livro de 2009 pela Publishers Weekly, foi um dos favoritos dos críticos da New Yorker, a primeira escolha do Chicago Tribune na área da ficção e o livro de escolha para o verão da Weekend Today. É também autora de Sharp Objects, vencedor do Dagger Award e nomeado para o Edgar Award de romance de estreia, escolha da BookSense e da seleção de Descobertas da cadeia de livrarias Barnes & Noble. A autora está publicada em vinte e oito países. Vive em Chicago com o marido e o filho.


RESENHA

Libby Day tinha apenas sete anos quando testemunhou o brutal assassinato da mãe e das duas irmãs na fazenda da família. O acusado do crime foi seu irmão mais velho, que acabou condenado à prisão perpétua. 
Desde aquele dia, Libby passou a viver sem rumo. Uma vida paralisada no tempo, sem amigos, família ou trabalho. Mas, vinte e quatro anos depois, quando é procurada por um grupo de pessoas convencidas da inocência de seu irmão, Libby começa a se fazer as perguntas que até então nunca ousara formular. 

Será que a voz que ouviu naquela noite era mesmo a do irmão?
 Ben era considerado um desajustado na pequena cidade em que viviam, mas ele seria mesmo capaz de matar? 
        Existiria algum segredo por trás daqueles assassinatos?
O livro é muito bom, mas drama não é meu gênero favorito, o que me impediu de gostar um pouco mais da história.  Adorei o enredo e a escrita da autora (esse foi o primeiro livro que eu li dela). 

Tem um clima de mistério que te deixa ansioso para saber o que realmente aconteceu na noite dos assassinatos. Os personagens são embutidos de uma carga emocional muito intensa. A protagonista Libby é muito deprimente (e com toda razão de ser), as partes em que a autora narra a trajetória do irmão da Libby são rodeadas de infortúnios, por mais que ele tente fazer tudo certo, sempre algo dá errado. A revolta é sua única esperança. 

Tudo isso deixa os personagens bem reais e convincentes (e isso foi o que mais gostei), porém deixa o livro muito ‘pesado’, angustiante. A narrativa é dividida em dois tempos: passado e presente, o que equilibra um pouco a leitura, porém eu esperava um pouco mais do desfecho.
 

 Gostou da resenha?
Já leu? 
Deixe seu comentário!
#COMPARTILHE

Deixe um comentário

Obrigada pela sua opinião!
Com ela posso melhorar o BHCB para VOCÊ! (: